Posts

CARNAVAL e SAÚDE

Carnaval e Saúde:  cuidar da saúde é importante todos os dias do ano. E no período de carnaval é fundamental:  passamos mais tempo na rua, gastamos muita energia, ficamos expostos ao sol e muitas vezes não nos alimentamos nos horários corretos.

Siga nossas dicas para aproveitar com muita saúde e disposição o melhor do carnaval e das prévias que já estão acontecendo:

ANTES DA FOLIA

– Vista roupas e fantasias leves e arejadas:  isto ajuda  a controlar  a temperatura do corpo e evitar a transpiração excessiva

– Use calçados confortáveis:  o ideal é usar tênis para proteger os pés e ter mais flexibilidade nos movimentos –  eles amortecem os impactos e são mais confortáveis para quem vai ficar em pé a maior parte do tempo.

– Não esqueça o protetor solar:  se a festa for durante o dia, passar protetor é fundamental para evitar queimaduras

– Não vá de barriga vazia:  antes de sair, faça uma refeição leve. Dê preferência à saladas, carnes magras e não esqueça dos  carboidratos ( pão, arroz, macarrão etc), que dão energia para aproveitar toda a festa

DURANTE A FESTA

– Mantenha a hidratação:  Além de água, outra boa escolha são os sucos de frutas e água de coco

– Respeite seu corpo e faça paradas estratégicas para descansar e se alimentar: evite frituras e consuma produtos de fácil digestão, como  barra de cereais,  frutas secas, biscoitos integrais

– Evite beber álcool em excesso e misturar diferentes  tipos de bebidas – e sempre é bom lembrar:  se beber, não dirija

– Não fume:  quanto mais nicotina, menos oxigênio e maior a intoxicação no organismo

– Evite ficar muito perto das caixas de som:  música alta demais pode trazer  danos para a  saúde auditiva

DEPOIS DA FOLIA

Bebeu demais? Dicas para diminuir a ressaca:

– Hidratação é fundamental para recuperar os minerais perdidos

– Faça uma alimentação leve, pobre em gorduras e rica em frutas, vegetais e líquidos. Inclua também carboidratos complexos, que dão energia para o fígado processar as toxinas. Deixe de lado molho branco, queijos amarelos e frituras

– Procure descansar: o repouso ajuda na recuperação dos danos causados ao corpo

 

AVC: Dia Mundial de Combate

O AVC ( Acidente Vascular Cerebral)   é a primeira causa de morte e incapacidade na população adulta brasileira.  O Dia Mundial de Combate ao AVC  é comemorado em 29 de outubro, e tem a finalidade de conscientizar as pessoas sobre as formas de prevenção e tratamento dessa doença cerebral.

AVC(Acidente Vascular Cerebral)

Existem dois tipos de Acidente Vascular Cerebral:  o Acidente Vascular Cerebral Isquêmico (AVCI) e o Acidente Vascular Cerebral Hemorrágico (AVCH).

 

Causas

O Acidente Vascular Cerebral Isquêmico (AVCI), o mais comum, é causado pela falta de sangue em determinada área do cérebro, decorrente da obstrução de uma artéria.

O Acidente Vascular Cerebral Hemorrágico (AVCH) é causado por sangramento devido ao rompimento de um vaso sanguíneo.

Nos  dois tipos de AVC  ocorre a perda das funções dos neurônios, uma vez que o sangue, contendo nutrientes e oxigênio, não chega a determinadas áreas do cérebro,  causando os sinais e sintomas que dependerão da região do cérebro envolvida. O AVC atinge pessoas de todas as idades, sendo raro na infância.

Procurar o pronto-socorro assim que forem identificados os primeiros sintomas pode ser decisivo para o quadro. No hospital, pode-se identificar o tipo de AVC, se isquêmico ou hemorrágico, e adotar medidas de tratamento imediato.O tempo é fundamental para preservar a vida e reduzir as sequelas. Estudos apontam que, quanto mais rápido a pessoa recebe o tratamento adequado, maiores são as chances dela se recuperar.

Sintomas do AVC

  • Paralisia súbita de braços e/ou pernas, geralmente unilateral;
  • Súbita alteração de sensibilidade e/ou perda de força;
  • Desvio da rima labial (boca torta);
  • Alteração da fala;
  • Dor de cabeça persistente;
  • Alterações de equilíbrio;
  • Alterações visuais;
  • Alterações de consciência.

Como prevenir o AVC?

  • Reduzir o consumo de sal, gorduras e álcool;
  • Adotar hábitos alimentares saudáveis, como: ingestão de mais frutas, legumes e verduras;
  • Realizar atividades físicas regularmente;
  • Controlar o peso corporal;
  • Controlar a hipertensão arterial, doenças do coração e diabetes;
  • Não fumar.

O que fazer diante da suspeita de AVC?

A identificação rápida dos sintomas é muito importante para o diagnóstico e o tratamento adequado, além de redução de incapacidades. Dirija-se imediatamente a um serviço hospitalar especializado. Não perca tempo! Cada minuto é importante, pois quanto mais tempo entre o surgimento dos sintomas e o início do tratamento adequado maior a lesão no cérebro.

Fonte:  Portal da Saúde http://portalms.saude.gov.br/saude-de-a-z/acidente-vascular-cerebral-avc

No vídeo abaixo, os neurocirurgiões André Lima, Eduardo Ernesto, João Neto e NIlson Pinheiro explicam mais sobre  as causas,  sintomas e tratamentos do AVC.

 

 

Cigarro: apague essa ideia

O cigarro causa a morte de 6 milhões de pessoas por ano em todo o mundo em razão de doenças provocadas pelo hábito de fumar. O tabagismo é principal causa de morte evitável em todo o mundo. Somente no Brasil esse número chega a 200 mil. E o mais grave: dez por cento dessas mortes são de fumantes passivos, pessoas que não fumam mas convivem com fumantes.

Hoje, quando se comemora o Dia Nacional de Combate ao Fumo, é um momento de se refletir sobre essa epidemia global, considerada doença de saúde pública.

DOENÇAS CAUSADAS PELO CIGARRO

  • O tabagismo é responsável por 85% das mortes por doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC)  (bronquite e enfisema)
  • 30% de diversos tipos de câncer (pulmão, boca, laringe, faringe, esôfago, pâncreas, rim, bexiga, colo de útero, estômago e fígado)
  • 25% das doenças coronarianas (angina e infarto)
  • 25% das  doenças cerebrovasculares (AVC´s)
  • O tabagismo também é um fator importante de risco para o desenvolvimento de outras doenças:  tuberculose, infecções respiratórias, úlceras, impotência sexual, infertilidade em mulheres e homens, osteoporose e catarata

 

A doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) é a enfermidade relacionada ao tabagismo que mais gerou gastos aos sistemas público e privado de saúde em 2015, com R$ 16 bilhões. Doenças cardíacas vêm em segundo lugar, com custo de R$ 10,3 bilhões. Também entraram no levantamento o tabagismo passivo; cânceres diversos, entre os quais o de pulmão; acidente vascular cerebral (AVC) e pneumonia.

A DPOC  é a quinta causa de mortes no Brasil, e a única maneira de mudar o curso da doença é parar de fumar.

Veja o que diz o pneumologista Felipe Marinho sobre a doença:

 

 

 

Ainda que seja difícil, é possível parar de fumar , e quando isto acontece, os  resultados são surpreendentes:

  • Após 20 minutos, a pressão sanguínea e a pulsação voltam ao normal;
  • Após 2 horas, não há mais nicotina no sangue;
  • Após 8 horas, o nível de oxigênio no sangue se normaliza;
  • Após 2 dias, a pessoa passa a sentir melhor os cheiros e sabores;
  • Após 3 semanas, a respiração fica mais fácil e a circulação melhora;
  • Após 5 a 10 anos, o risco de sofrer infarto será igual ao de quem nunca fumou.

 

 Respire fundo, apague o cigarro e viva mais e melhor. 

 

 

 Fonte:     Inca – Instituto Nacional do Câncer     http://www2.inca.gov.br

 

 

Quer doar sangue? Veja os requisitos necessários:

Doar sangue é rápido, simples e pode salvar muitas vidas.

doação sangue1

Colesterol: como manter sob controle

O Dia Nacional de Combate ao Colesterol é comemorado no mês de agosto, dia 8. Nesta data, a clínica HC Cardio, localizada no andar térreo do hospital, realizou durante todo o dia exames gratuitos para dosagem do colesterol nos seus pacientes.

DIA COLESTEROL5

DIA COLESTEROL2                  DIA COLESTEROL7

O que você precisa saber sobre o colesterol:

O colesterol é um tipo de gordura (lipídio) encontrado naturalmente em nosso organismo e fundamental para o seu funcionamento normal, sendo o componente estrutural das membranas celulares em todo nosso corpo. Ele está presente no cérebro, nervos, músculos, pele, fígado, intestinos e coração. Por tudo isso, o colesterol é primordial para o funcionamento do corpo humano. Para isso, no entanto, seus níveis devem estar sempre controlados.

  • Existem dois tipos de colesterol: O HDL, chamado de “colesterol bom”, pois forma uma classe de lipoproteínas que ajuda a carregar o colesterol do ateroma dentro da artérias, e transportá-lo de volta ao fígado para ser excretado. Já o LDL, chamado de “colesterol ruim”, transporta o colesterol de células que mais produzem do que usam, para as células que mais necessitam. É considerado ruim pela relação que existente do alto índice de LDL com doenças cardíacas.
  • Quando em excesso (hipercolesterolemia), o colesterol pode se depositar nas paredes das artérias, que são os vasos que levam sangue para os órgãos e tecidos, determinando um processo conhecido com arteriosclerose. Se esse depósito ocorre nas artérias coronárias, pode ocorrer angina (dor no peito) e infarto do miocárdio. Se ocorre nas artérias cerebrais, pode provocar acidente vascular cerebral (derrame).
  • O aumento no nível de colesterol no sangue não costuma ter sintomas. Em casos excepcionais, aparecem os chamados xantomas, que são sinais decorrentes do acúmulo do colesterol na pele. Quando o aumento do colesterol atinge níveis muito altos, pode haver um aumento no fígado, no baço e sintomas de pancreatite.
  • As taxas de colesterol apontadas em exames se referem à soma do bom colesterol (HDL) com o mau colesterol (LDL). Essa taxa é considerada boa quando está abaixo de 200, suspeita quando está entre 201 e 239 e elevada quando está acima de 240;
  • Há três causas para a alteração do colesterol. A primeira é o fator genético, quando o indivíduo possui genes que determinam essa alteração. A segunda é a alimentação. Quem ingere alimentos gordurosos, com alto índice de colesterol, têm mais chances de sofrer com taxas altas. A última possível causa são doenças, como hipotireoidismo, diabetes e doenças nos rins.

Dicas para evitar o colesterol alto

  • Mantenha uma vida saudável, praticando exercícios físicos e evitando comer alimentos gordurosos. Parar de fumar também é uma atitude que ajuda a neste controle.
  • Alimentos que devem ter a ingestão diminuída na dieta pois contêm quantidade significativa de colesterol: gema de ovo, bacon ou toucinho, carne de frango com pele, torresmo, manteiga, creme de leite e nata, frituras, salsicha, salame e lingüiça e carnes de animais.
  • Prefira leite e iogurte desnatados, queijo branco fresco, ricota, “cottage”, queijos “light”, peixes, aves sem pele, carnes magras, inhame, massas e pães integrais, evitando sempre gordura em excesso. O tratamento das alterações do colesterol deve ser mantido por toda a vida. Tanto os cuidados com a alimentação e exercícios, como o uso de medicamentos, deverão ser empregados por tempo indeterminado.

Fonte: Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia http://www.endocrino.org.br/

Pare de fumar e ganhe saúde

CIGARRO SITE2

Na semana em que se comemora o dia mundial contra o tabaco ( 31 de maio), nunca é demais lembrar dos perigos do cigarro para a saúde:  o  tabagismo é a principal causa de morte evitável no mundo e mata, em média,  6 milhões de pessoas por ano –  destas, mais de 5 milhões resultam do uso direto do tabaco, enquanto que  600 mil mortes são de fumantes passivos, que inalam a fumaça do cigarro de outros.

  • O consumo de derivados do tabaco causa cerca de 50 tipos de doença, principalmente as cardiovasculares (infarto, angina), o câncer e as doenças respiratórias obstrutivas crônicas (enfisema e bronquite). Estas doenças são as principais causas de óbitos por doença no Brasil, sendo que o câncer de pulmão é a primeira causa de morte por câncer.
  • O tabagismo causa impotência sexual no homem e, no caso das mulheres, complicações na gravidez. Além disso, ele provoca aneurismas arteriais; úlcera do aparelho digestivo; infecções respiratórias; osteoporose; trombose vascular; problemas respiratórios e redução do desempenho desportivo.
  • O hábito de fumar enfraquece o cabelo e faz secar a pele, reduz o paladar e o olfato. Além do envelhecimento precoce da pele, devido à falta de oxigenação, o tabaco também inibe a produção de colágeno e elastina, que impedem a flacidez. É comum nas mulheres que fumam surgirem precocemente rugas em volta dos lábios.
  • Os malefícios do fumo são maiores nas mulheres devido às peculiaridades próprias do sexo, como a gestação e o uso da pílula anticoncepcional. A mulher fumante tem um risco maior de infertilidade, câncer de colo de útero, menopausa precoce (em média 2 anos antes) e dismenorréia (sangramento irregular).
  • Quando o fumante dá uma tragada, a nicotina é absorvida pelos pulmões, chegando ao cérebro geralmente em 9 segundos. O fumo causa no Sistema Nervoso Central, num primeiro momento, a elevação leve no humor e diminuição do apetite. O que parece ser prazeroso no começo, causa dependência e vício.
  • O tabagismo diminui o colesterol bom, mesmo nas pessoas jovens.
  • O tabaco é prejudicial também para quem se encontra junto do fumante. Além do desconforto, o fumo causa doenças imediatas ou a longo prazo. O risco de doença cardíaca aumenta em 25% num adulto exposto ao fumo passivo.
  • Fumantes passivos também sofrem os efeitos imediatos como irritação nos olhos, manifestações nasais, tosse, cefaléia, aumento de problemas alérgicos, principalmente das vias respiratórias e aumento dos problemas cardíacos, principalmente elevação da pressão arterial e angina (dor no peito). Outros efeitos a médio e longo prazo são a redução da capacidade funcional respiratória (o quanto o pulmão é capaz de exercer a sua função), aumento do risco de ter aterosclerose e aumento do número de infecções respiratórias em crianças.
  • Existem ainda cada vez mais indícios de relação entre o tabagismo passivo e o derrame cerebral. Mesmo exposições pequenas podem ter consequências sobre a coagulação do sangue, favorecendo a ocorrência de trombose.
  • O tabagismo passivo é especialmente perigoso na gravidez, podendo prejudicar o crescimento do feto e aumentar o risco de complicações durante a gravidez e o parto, tais como a morte fetal, o parto prematuro e o baixo peso ao nascer. Os recém-nascidos e as crianças pequenas também são muito prejudicados. As crianças expostas à fumaça do cigarro têm maior risco de morte súbita, bronquite, pneumonia, asma, exacerbações da asma e infecções de ouvido.

E aí, o que está esperando para parar com o cigarro?

  • Ao parar de fumar, o risco de doenças diminui gradativamente e o organismo do ex-fumante se restabelece.
  • Após 20 minutos do último cigarro, a pressão sanguínea diminui, as batidas cardíacas voltam ao normal e a pulsação cai.
  • Após 8 horas sem cigarro, o nível de oxigênio no sangue pode chegar aos níveis de uma pessoa não-fumante.
  • Após 24 horas, os pulmões já conseguem eliminar o muco e os resíduos da fumaça.
  • Dois dias depois, é possível sentir melhor o cheiro e o gosto das coisas. O corpo já não possui nicotina e a transpiração deixa de cheirar a tabaco.
  • Após duas semanas, melhora a circulação, tosse, congestão nasal, fadiga e falta de ar.
  • Após um ano, o risco de doença cardíaca cai pela metade.
  • Após 5 anos, o risco de ter câncer de pulmão também reduz 50%.
  • Após 15 anos, o risco de sofrer infarto será igual ao de uma pessoa que nunca fumou.

CIGARRO SITE1

 

Você sabe lavar as mãos corretamente?

A Organização Mundial da Saúde (OMS) diz que é possível reduzir em até 40% a incidência de infecções e doenças como diarreia, resfriados e conjuntivite com o simples ato de lavar as mãos. Elas são as principais vias de transmissão de germes e microorganismos em geral.

As mãos devem ser lavadas sempre que:

– Estiverem visivelmente sujas
– Antes e depois das refeições
– Antes de assoar o nariz
– Antes e depois de usar o banheiro

Se as mãos não forem limpas, ações simples e corriqueiras como coçar os olhos, o nariz, a boca, falar ao telefone, contar dinheiro e utilizar o transporte público — que por ser um local com grande circulação de pessoas é favorável à contaminação — podem causar uma série de doenças: resfriado, gripe, conjuntivite, erupções na pele, diarreia, hepatite e infecções respiratórias.

VEJA  A MANEIRA CORRETA DE LAVAR AS MÃOS:

lavar-maos

Semana Santa: cuidado com a alimentação

Com a chegada da Semana Santa, aumenta o consumo de peixes, frutos do mar e  chocolates.  Para não ter problemas de saúde decorrentes dessas mudanças de hábitos alimentares, alguns cuidados são importantes.  Veja dicas da Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa):

ovos páscoaChocolates :  consumir com moderação

Grande parte dos ovos de Páscoa e outros tipos de chocolate expostos à venda contêm muito açúcar e gorduras, substâncias que,  em excesso,  podem prejudicar a saúde. Lembre-se também:

  • Ovos, bombons e tabletes de chocolate devem estar armazenados em locais frescos e arejados, sem incidência da luz solar e longe da umidade
  • A embalagem deve estar íntegra, sem furos ou amassada
  • Verifique sempre a data de validade do produto

Pescados e frutos do mar

peixe 2

Após a compra, esses alimentos devem ser armazenados  na geladeira  ou freezer o mais rápido possível e consumidos até a data de validade, já que se deterioram com facilidade. Veja também no que prestar atenção na hora da compra, para evitar problemas de saúde:

Peixe fresco

  • Escamas: firmes e resistentes, translúcidas e brilhantes, com a pele úmida, tensa e bem aderida.
    Olhos: devem ocupar toda a cavidade, ser brilhantes e salientes.
    Conservação: deve ser mantido sob refrigeração.

Peixe congelado

  • Conservação: verifique se está armazenado na temperatura de conservação informada pelo fabricante na embalagem. O peixe não pode estar amolecido ou com acúmulo de líquidos (sinal de que passou por um processo de descongelamento).

Crustáceos

Devem ter aspecto geral brilhante, úmido; corpo em curvatura natural, rígida, patas firmes e resistentes; pernas inteiras e firmes; carapaça bem aderente ao corpo.

Mariscos

Devem ser expostos à venda vivos, com valvas fechadas e com retenção de água incolor e límpida nas conchas; apresentar cheiro agradável e pronunciado; ter a carne úmida, bem aderente à concha, de aspecto esponjoso, de cor acinzentada-clara nas ostras e amarelada nos mexilhões.

Polvos e lulas

Devem ter a pele lisa e úmida; olhos vivos e salientes; carne consistente e elástica; cheiro próprio (levemente adocicado); e ausência de qualquer pigmentação estranha à espécie.

E não esqueça:  após a compra, os alimentos refrigerados e congelados devem ser armazenados na geladeira ou freezer o mais rápido possível e consumidos até a data de validade do produto.