EXAMES DE IMAGEM: QUANDO FAZER RAIO-X, TOMOGRAFIA, RESSONÂNCIA OU ULTRASSONOGRAFIA?

Os exames de imagem são muito solicitados para auxiliar no diagnóstico e definir o tratamento de várias doenças. Tomografia computadorizada, raio-x, ressonância magnética, ultrassonografia:  todos esses exames possuem indicações e aplicações diferentes.

 

Como saber qual exame de imagem é mais indicado?

A decisão sobre qual exame de imagem é o mais indicado para um paciente ou doença específica depende de uma série de fatores, como região do corpo a ser estudada, suspeita clínica e idade do paciente, e deve ser tomada pelos médicos.

RAIO-X

No exame, o feixe de raios-x é emitido por um tubo e atravessa o corpo do paciente até atingir um filme, possibilitando a visão de estruturas internas do corpo com base nas diferenças de densidades entre elas.

O raio-X é o exame de imagem mais antigo. O exame permite a identificação de infecções e lesões em diversos órgãos, como por exemplo os pulmões, seios da face ou para auxílio na avaliação ortopédica, sendo o mais usado para o  diagnóstico de fraturas.

ULTRASSONOGRAFIA

 O ultrassom permite a visualização em tempo real de qualquer órgão ou tecido do corpo. Pode auxiliar no diagnóstico e tratamento de diversas situações, como: investigação de dor abdominal ou nas costas; investigação de doenças que envolvam o útero, trompas e ovários, como por exemplo a endometriose; e visualização e análise de músculos, articulações, tendões e orgãos, como tireoide, fígado, rins e mama, podendo ser útil para verificar a presença de nódulos ou cistos.

TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA

O princípio que permite a formação da imagem, na tomografia, é o mesmo do raio-x. Na tomografia, no entanto, o processo é mais sofisticado: o tubo se move ao redor do paciente e emite um feixe de raios-x que atinge detectores posicionados no lado oposto, tirando várias imagens simultâneas e mais detalhadas que permitem melhor visualização do órgão e diagnóstico mais preciso.

A tomografia computadorizada normalmente é indicada para auxiliar o diagnóstico de doenças musculares e ósseas, verificar presença de hemorragia e aneurismas, investigar má-formação renal, pancreatite, infecções e para rastrear tumores.

RESSONÂNCIA MAGNÉTICA

Embora possa parecer fisicamente com o aparelho de tomografia, o princípio dos dois é diferente – o tubo do aparelho de ressonância é um grande imã, que gera um campo magnético para ordenar os movimentos das moléculas de água do corpo e, através da emissão de pulsos de radiofrequência, permitir a formação de imagens detalhadas e de alta qualidade diagnóstica.

A ressonância magnética possibilita imagens nítidas mesmo em partes do corpo formadas por estruturas com densidades semelhantes entre si. É útil para ver o cérebro, a medula espinhal, lesões nos ligamentos e tendões e em exames no fígado, rins e órgãos pélvicos, entre outros.

Seja qual exame de Imagem precisar fazer, no Hospital do Coração você pode realizar seu exame de Imagem com toda segurança, profissionais capacitados e agilidade na entrega dos resultados.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *