DIA DE COMBATE AO COLESTEROL

O Dia Nacional de Combate ao Colesterol, comemorado em 8 de agosto, foi criado para a conscientização e prevenção das doenças cardiovasculares, que estão em primeiro lugar entre as causas de mortalidade no Brasil.

Entre as complicações decorrentes do excesso de colesterol está a aterosclerose, um acúmulo de placas de gorduras nas artérias que impede a passagem do sangue e pode causar sérios  problemas cardíacos como o infarto  e o acidente vascular cerebral.

 

O QUE É COLESTEROL?

O colesterol é um tipo de gordura (lipídio) produzido pelo organismo, que desempenha funções essenciais: faz parte da estrutura das células do cérebro, nervos, músculos, pele, fígado, intestinos e coração e é essencial para o funcionamento destas células. É importante para a formação de hormônios de vitamina D e até ácidos biliares, que ajudam na digestão das gorduras da alimentação.

TIPOS DE COLESTEROL

Nosso sangue é composto por dois tipos de colesterol: o LDL,  conhecido como colesterol ruim,  por entrar nas artérias, provocando seu entupimento; e o HDL, conhecido como bom, por retirar o excesso de colesterol das artérias, impedindo seu depósito e diminuindo a formação da placa de gordura. Por isso, quando medimos o colesterol total no sangue, precisamos sempre saber o quanto se deve ao colesterol bom e o quanto se deve ao ruim – só o ruim precisa ser tratado.

Em adultos, geralmente o excesso de colesterol LDL  no sangue está associado à  alimentação inadequada e falta de exercícios físicos. Um dos motivos da alteração dos níveis de colesterol é o consumo excessivo de gordura saturadas e gordura trans, presentes em alimentos de origem animal, como carnes, ovos, derivados do leite, além de produtos ultraprocessados como biscoitos, margarina, salgadinhos de pacote, comidas congeladas, bolos prontos e sorvete.No entanto, mesmo quem não costuma comer muitos alimentos industrializados e gordurosos pode ter problemas com o colesterol. Além desses fatores, a hereditariedade pode determinar um colesterol alto mesmo em pessoas de hábitos saudáveis.

CONTROLE E TRATAMENTO

O controle e tratamento das doenças cardiovasculares e seus fatores de risco envolvem, além da prescrição de medicamentos, mudanças no estilo de vida, como a prática de atividade física e a adoção de uma alimentação adequada e saudável, baseada na ingestão de alimentos in natura ou minimamente processados. Os alimentos que mais aumentam o colesterol são a gema dos ovos, o bacon, a pele da carne das aves, a manteiga, o creme de leite, a nata, as frituras, as salsichas, e embutidos e a carnes.

Faça ainda exames regulares, controle a pressão arterial, pare de fumar e reduza o peso, se excessivo. O tratamento do colesterol é preventivo e deve ser feito permanentemente, para reduzir o risco cardiovascular.

 

Hepatites Virais

As hepatites virais são doenças infecciosas que afetam o fígado e são classificadas pelas letras do alfabeto A, B, C, D e E.

A data de 28 de julho foi escolhida pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como Dia Mundial de Luta Contra as Hepatites Virais, para reforçar a necessidade das pessoas buscarem diagnóstico e prevenção destas doenças. No Brasil, as hepatites virais mais comuns são as causadas pelos vírus A, B e C. Só para a hepatite C, a estimativa é que de 1,4 milhão a 1,7 milhão de pessoas sejam portadoras da doença, que é uma importante causa de cirrose e câncer de fígado. As hepatites B e C têm tratamento gratuito pelo SUS, sendo que o diagnóstico precoce da hepatite amplia a eficácia do tratamento, com grandes chances de cura no caso da hepatite C.

SINTOMAS

As hepatites não costumam apresentar sintomas, mas, quando estes aparecem, os mais comuns são:

  • Cansaço
  • Febre
  • Mal-estar
  • Tontura
  • Enjoo
  • Vômitos
  • Dor abdominal
  • Pele e olhos amarelados
  • Urina escura e fezes claras

Medidas que podem evitar a transmissão das hepatites virais: 

  • Usar preservativo em todas as relações sexuais;
  • Exigir materiais esterilizados ou descartáveis em estúdios de tatuagem e de piercings;
  • Não compartilhar instrumentos de manicure e pedicure;
  • Não usar lâminas de barbear ou de depilar de outras pessoas;

VACINAÇÃO

A vacina contra a hepatite B deve ser recomendada para jovens até 29 anos, para as populações vulneráveis*  e para profissionais de saúde. A vacina faz parte do calendário de vacinação da criança e do adolescente e está disponível pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Todo recém-nascido deve receber a primeira dose logo após o nascimento, preferencialmente nas primeiras 12 horas de vida. Se a gestante tiver hepatite B, o recém-nascido deverá receber, além da vacina, a imunoglobulina contra a hepatite B, nas primeiras 12 horas de vida, para evitar a transmissão de mãe para filho. Caso não tenha sido possível iniciar o esquema vacinal na unidade neonatal, recomenda-se a vacinação na primeira visita à unidade pública de saúde.

* Populações mais vulneráveis

  • Gestantes, após o primeiro trimestre de gestação;
  • Pessoas com doenças sexualmente transmissíveis (DST);
  • Bombeiros, policiais civis, militares e rodoviários;
  • Carcereiros de delegacia e de penitenciárias;
  • Coletadores de lixo hospitalar e domiciliar;
  • Parceiros sexuais de portadores de hepatite B;
  • Doadores de sangue;
  • Homens e mulheres que mantêm relações sexuais com pessoas do mesmo sexo; lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais;
  • Pessoas reclusas (presídios, hospitais psiquiátricos, instituições de menores, forças armadas, entre outras);
  • Manicures, pedicures e podólogos;
  • Populações de assentamentos e acampamentos;
  • Populações indígenas;
  • Potenciais receptores de múltiplas transfusões de sangue ou politransfundidos;
  • Profissionais do sexo/prostitutas;
  • Usuários de drogas injetáveis, inaláveis e pipadas e caminhoneiros.

 

DIA DO HOSPITAL

2 DE JULHO – DIA DO HOSPITAL

Nesta data, nossa homenagem a todos profissionais que nos ajudam a escrever essa história de pioneirismo, qualidade e cuidado com o maior bem de todos: a vida 

 

 

Dia mundial do Doador de Sangue

O dia mundial do doador de sangue é celebrado em 14 de junho. A doação de sangue é um ato altruísta e totalmente voluntário. Dependem desse ato solidário pessoas que se submetem a tratamentos planejados e intervenções médicas urgentes de grande porte e complexidade, como transfusões, transplantes e procedimentos oncológicos. O sangue é imprescindível também para que pacientes com doenças crônicas graves possam viver por mais tempo e com mais qualidade, além de ser de vital importância para tratar feridos em situações de emergência ou calamidades.

dia doador de sangue

Doar sangue é simples, rápido e seguro

CRITÉRIOS PARA DOAÇÃO

  • Ter entre 16 e 69 anos (menores de 18 anos de idade precisam de consentimento do responsável legal)
  • Ser saudável
  • Pesar acima de 50 kg
  • Repouso mínimo de 6 horas na noite anterior
  • Evitar alimentos gordurosos antes da doação
  • Não ingerir bebidas alcoólicas nas 12 horas anteriores
  • Apresentar um documento oficial com foto.

 

INTERVALO MÍNIMO ENTRE AS DOAÇÕES

Para os homens é de dois meses; para as mulheres, três meses. Dos 60 até os 65 anos, o intervalo mínimo é de seis meses.

 

QUEM NÃO PODE DOAR

  • Quem teve hepatite A depois dos 10 anos. Se a pessoa teve hepatite antes dessa idade, a doença não é empecilho, porque o vírus é eliminado por completo do organismo
  • Quem  teve hepatite B ou C
  • Os portadores do vírus da AIDS ou de outra doença infecciosa transmitida pelo sangue
  • Diabéticos que usam insulina ou anti-hipoglicemiantes por via oral
  • Mulheres grávidas ou que estão amamentando
  • Pessoas com febre
  • Pessoas com abaixo  de  50kg
  • Pessas com mais de 65 anos
  • Quem teve perda  inexplicada de 10 por cento do peso em um mês
  • Pessoas com epilepsia ou crises de asma
  • Quem tiver se submetido a grandes cirurgias, recebido transfusão, feito tatuagem ou colocado piercing há menos de um ano

Dia Internacional da Tireoide

O Dia Internacional da Tireoide é comemorado em 25 de maio e foi criado para conscientizar a população da importância da detecção precoce e tratamento das doenças tireoidianas.
tireoide
tireoide é uma glândula que produz hormônios que são essenciais para o funcionamento do organismo em todas as etapas de nossas vidas. Afeta o desenvolvimento e crescimento na criança, o metabolismo, a função de diversos órgãos e a fertilidade.
A glândula tireoide é localizada na parte anterior do pescoço. Regula importantes órgãos como o coração, o cérebro, o fígado e os rins, e produz os hormônios T3 (triiodotironina) e o T4 (tiroxina).
 
Quando a tireoide não funciona de maneira correta, pode liberar hormônios em quantidade insuficiente, causando o HIPOTIREOIDISMO, ou em excesso, ocasionando o HIPERTIREOIDISMO. Nessas duas situações, o volume da glândula pode aumentar, o que é conhecido como bócio, e vários problemas de saúde podem acontecer.
 
 A tireoide atua no crescimento e desenvolvimento de crianças e adolescentes, no peso, na memória, na regulação dos ciclos menstruais, na fertilidade, na concentração, no humor e no controle emocional. Algumas crianças podem nascer com hipotireoidismo. Para detectá-lo, é realizado o chamado Teste do Pezinho, que deve ser feito, preferencialmente, entre o terceiro e quinto dia de vida do bebê
 
✅Quando ocorre o HIPOTIREOIDISMO, o coração bate mais devagar, o intestino não funciona corretamente e o crescimento pode ficar comprometido. Outros sintomas: diminuição da memória, cansaço excessivo, dores musculares e articulares, sonolência, aumento dos níveis de colesterol no sangue e depressão.
 
 No caso de HIPERTIREOIDISMO, que geralmente causa emagrecimento, o coração dispara, o intestino solta, a pessoa fica agitada, fala demais, gesticula muito, dorme pouco, sente-se com muita energia, embora também esteja cansada.
 
 Disfunções na tireoide podem acontecer em qualquer etapa da vida e são de simples de se diagnosticar. Além disso, elas podem ocorrer mesmo sem o bócio.
 
 Estima-se que 60% da população brasileira tenha nódulos na tireoide em algum momento da vida. Mas isso não significa que sejam malignos -apenas 5% são cancerosos. Se identificado o nódulo, o endocrinologista deve solicitar uma série de exames complementares para confirmar ou descartar a presença de câncer.
Fonte:  Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia 

Anvisa determina recolhimento de medicamentos para hipertensão

Você toma remédio para hipertensão?

Anvisa determinou recolhimento de medicamentos para hipertensão que podem conter impurezas

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) determinou o recolhimento de vários lotes de medicamentos para pressão alta após a detecção de impurezas em alguns desses medicamentos, que têm como princípios ativos as “sartanas” (como a losartana e a valsartana).

Pacientes que fazem usos desses medicamentos NÃO DEVEM PARAR DE TOMAR OS REMÉDIOS – a interrupção do tratamento é perigosa para a saúde e pode causar sérios prejuízos imediatos, como risco de morte por derrame, ataques cardíacos e insuficiência renal.

Em caso de dúvida, consulte seu médico – se for necessário, ele dará orientação correta sobre a necessidade ou não de troca do medicamento.

Existem diversas alternativas medicamentosas para terapias de pressão alta e, por isso, não há risco de desabastecimento ou falta de remédios

Confira aqui a lista dos números de lotes dos medicamentos que devem ser recolhidos. Basta verificar o número do lote que consta na caixa do medicamento. Essa informação fica perto das datas de fabricação e validade do produto.

Mais informações sobre o assunto podem ser obtidas no site da Anvisa:

http://portal.anvisa.gov.br/

 

ABRIL VERDE:  PREVENIR ACIDENTES DE TRABALHO É PROMOVER A SAÚDE  

ABRIL VERDE:  é  preciso gerir riscos, prevenir acidentes e promover saúde no trabalho

 

 Um acidente de trabalho acontece a cada duas horas no Rio Grande do Norte, de acordo com números do Observatório Digital de Saúde e Segurança do Trabalho, plataforma criada pelo Ministério Público do Trabalho (MPT) em parceria com a Organização Internacional do Trabalho (OIT). No Brasil, a estatística revela que um acidente ocorre a cada 48 segundos. Mais de R$ 80 bilhões foram gastos pela Previdência Social com benefícios acidentários de 2012 a 2019, em todo o Brasil. Nesse período, mais de 368 milhões de dias de trabalho foram perdidos com afastamentos por acidentes ou adoecimento de trabalhadores.

Para sensibilizar a sociedade sobre a necessidade de investir na proteção à saúde e à segurança dos trabalhadores, o Ministério Público do Trabalho  no Rio Grande do Norte lançou uma campanha que integra as ações do Abril Verde de 2019, com o alerta de que é preciso “gerir riscos, prevenir acidentes, promover saúde no trabalho”. A campanha tem o apoio do Hospital do Coração de Natal.

Abril Verde – O mês de abril foi escolhido para a realização do movimento por conter duas datas importantes para o tema: 7 de abril: Dia Mundial da Saúde e 28: Dia Internacional em Memória das Vítimas de Acidentes de Trabalho.

Alimentação e Saúde

Para uma vida equilibrada, é importante manter a alimentação e a saúde em dia   – e  esse cuidado começa na escolha dos ingredientes das nossas refeições.

Uma alimentação saudável é baseada em ingredientes in natura e minimamente processados. Esta definição é do  Guia Alimentar para a População Brasileira, publicação do Ministério da Saúde. O Guia Alimentar é um documento oficial, lançado pelo Ministério da Saúde, que borda os conceitos e recomendações de uma alimentação saudável  e que classifica os alimentos pelo grau de processamento:  quando mais processado o alimento, menos saudável ele será.

Os melhores alimentos não têm lista de ingredientes – os alimentos que vêm da natureza, sejam eles in natura (como frutas, legumes, verduras etc.) ou minimamente processados (como carnes resfriadas, farinhas, grãos, como arroz, feijão, lentilha) não têm lista de ingredientes e devem formar a base da nossa alimentação.

Frutas e vegetais: alimentos que fazem bem à saúde

Alimentos minimamente processados – quais são?

Alimentos minimamente processados passaram por pequenas intervenções antes de chegarem aos consumidores, e não receberam nenhum outro ingrediente durante o processo (nada de sal, açúcar, óleos, gorduras ou aditivos). Exemplos:

  • Frutas, legumes, hortaliças e raízes: todos os alimentos frescos, que estão disponíveis como foram obtidos da natureza. Tanto os que são vendidos a granel, em feiras, sacolões e supermercados, quanto aqueles pré-selecionados, que foram embalados em caixas, plásticos ou bandejas
  • Ovos: de todos os tipos, em qualquer embalagem
  • Carnes: de boi, de porco, aves e peixes, tanto os frescos quanto os resfriados e embalados e os congelados (desde que não tenham outros ingredientes – se for empanado, por exemplo, é ultraprocessado)
  • Leite: pode ser pasteurizado (o de saquinho), longa vida (o da caixinha) ou em pó. E o mesmo vale para o iogurte (sem açúcar e sem outros ingredientes)
  • Arroz: de todos os tipos (sendo que o integral passa por menos polimento)
  • Feijão, lentilha, grão-de-bico: de todos os tipos e junto com todas as outras leguminosas (fava, soja, ervilha etc)
  • Ervas frescas, secas e especiarias: tantos as vendidas a granel quanto as embaladas em vidro ou plástico
  • Farinhas: de mandioca, de milho, de trigo, todas elas
  • Macarrão: todas as massas frescas ou secas, desde que tenham sido feitas usando apenas farinha e água
  • Frutas minimamente processadas: secas ou em sucos pasteurizados (sem açúcar e sem outras misturas)
  • Cogumelos: tantos os frescos quanto os secos
  • Castanhas: e todas as outras oleaginosas, como nozes e amendoim, desde que não tenham sal nem açúcar

Alimentos ultraprocessados – o que são?

Nutricionalmente desbalanceados, eles são produzidos com a adição de muitos ingredientes como sal, açúcar, óleos, gorduras, proteínas de soja, do leite, extratos de carne, além de substâncias sintetizadas em laboratório a partir de alimentos e de outras fontes orgânicas como petróleo e carvão. São exemplos de alimentos ultraprocessados os biscoitos recheados,  salgadinhos de pacote, refrigerantes e macarrão instantâneo.

 

Regras de ouro da boa alimentação

Prefira sempre alimentos in natura ou minimamente processados e preparações culinárias ao invés dos  alimentos ultraprocessados:

  • Opte por água, leite e frutas no lugar de refrigerantes, bebidas lácteas e biscoitos recheados
  • Não troque comida feita na hora (caldos, sopas, saladas, molhos, arroz e feijão, macarronada, refogados de legumes e verduras, farofas, tortas) por produtos que dispensam preparação culinária (sopas “de pacote”, macarrão “instantâneo”, pratos congelados prontos para aquecer, sanduíches, frios e embutidos, maioneses e molhos industrializados, misturas prontas para tortas)
  • Procure variar a alimentação – coma alimentos de todos os tipos: grãos, raízes, tubérculos, farinhas, legumes, verduras, frutas, castanhas, leite, ovos, carnes e pescados
  • Ao temperar e cozinhar os alimentos utilize óleos, gorduras, sal e açúcar em pequenas quantidades
  • Fique com sobremesas caseiras, dispensando as industrializadas
  • Limite o uso de alimentos processados, consumindo-os em pequenas quantidades: ingredientes e métodos usados na fabricação de alimentos processados (como conservas de legumes, compotas de frutas, queijos e pães) alteram de modo desfavorável a composição nutricional dos alimentos dos quais derivam
  • Procure fazer suas refeições diárias em horários semelhantes
  • Evite “beliscar” nos intervalos entre as refeições
  • Coma sempre devagar e desfrute o que está comendo, sem se envolver em outra atividade.
  • Coma em ambientes apropriados: procure fazer as refeições em locais limpos, confortáveis e tranquilos e onde não haja estímulos para o consumo de quantidades ilimitadas de alimentos.
  • Planeje as compras de alimentos, organize a despensa doméstica e defina com antecedência o cardápio da semana
  • Ao comer fora de casa, dê preferência a locais que servem refeições feitas na hora

 

Fonte:  Guia Alimentar da População Brasileira

 

 

 

CARNAVAL e SAÚDE

Carnaval e Saúde:  cuidar da saúde é importante todos os dias do ano. E no período de carnaval é fundamental:  passamos mais tempo na rua, gastamos muita energia, ficamos expostos ao sol e muitas vezes não nos alimentamos nos horários corretos.

Siga nossas dicas para aproveitar com muita saúde e disposição o melhor do carnaval e das prévias que já estão acontecendo:

ANTES DA FOLIA

– Vista roupas e fantasias leves e arejadas:  isto ajuda  a controlar  a temperatura do corpo e evitar a transpiração excessiva

– Use calçados confortáveis:  o ideal é usar tênis para proteger os pés e ter mais flexibilidade nos movimentos –  eles amortecem os impactos e são mais confortáveis para quem vai ficar em pé a maior parte do tempo.

– Não esqueça o protetor solar:  se a festa for durante o dia, passar protetor é fundamental para evitar queimaduras

– Não vá de barriga vazia:  antes de sair, faça uma refeição leve. Dê preferência à saladas, carnes magras e não esqueça dos  carboidratos ( pão, arroz, macarrão etc), que dão energia para aproveitar toda a festa

DURANTE A FESTA

– Mantenha a hidratação:  Além de água, outra boa escolha são os sucos de frutas e água de coco

– Respeite seu corpo e faça paradas estratégicas para descansar e se alimentar: evite frituras e consuma produtos de fácil digestão, como  barra de cereais,  frutas secas, biscoitos integrais

– Evite beber álcool em excesso e misturar diferentes  tipos de bebidas – e sempre é bom lembrar:  se beber, não dirija

– Não fume:  quanto mais nicotina, menos oxigênio e maior a intoxicação no organismo

– Evite ficar muito perto das caixas de som:  música alta demais pode trazer  danos para a  saúde auditiva

DEPOIS DA FOLIA

Bebeu demais? Dicas para diminuir a ressaca:

– Hidratação é fundamental para recuperar os minerais perdidos

– Faça uma alimentação leve, pobre em gorduras e rica em frutas, vegetais e líquidos. Inclua também carboidratos complexos, que dão energia para o fígado processar as toxinas. Deixe de lado molho branco, queijos amarelos e frituras

– Procure descansar: o repouso ajuda na recuperação dos danos causados ao corpo

 

Inscrições abertas para processo seletivo: TÉCNICO DE ENFERMAGEM

Processo seletivo para TÉCNICO DE ENFERMAGEM:  inscrições abertas

Estão abertas, a partir de hoje (15/02/2019), inscrições para novo processo seletivo para o cargo de Técnico de Enfermagem do Hospital do Coração de Natal.
Para se candidatar os interessados devem:

  • Acessar o link abaixo
  • Ler todas as instruções do processo
  • Preencher o formulário online
  • Aceitar os termos e clicar em “Enviar” para confirmar sua inscrição.
  • As inscrições estarão abertas até 21 de fevereiro, às 7 horas.

https://docs.google.com/…/1FAIpQLScu7juVPtpmcTfED8…/viewform