DIA DE LUTA CONTRA O REUMATISMO

O reumatismo não é uma doença, é um termo popular e genérico que designa um grupo de cerca de 130 tipos de enfermidades diferentes em suas manifestações e formas de tratamento.  O Dia Nacional de Luta contra o Reumatismo, comemorado em 30 de outubro,  foi criado para  conscientizar a população contra ideias erradas e  até mesmo os preconceitos que envolvem essas doenças.

Essas enfermidades podem  atingir o aparelho locomotor (articulações, ossos, tendões, músculos, ligamentos) e também outras partes do corpo, como os rins, coração e  o   sistema imunológico, por exemplo, e acometem pessoas de todas as idades, inclusive crianças. Pessoas com reumatismo podem ter sinusites ou problemas no pulmão ou na pele, dentre outros, e não sentir nenhuma dor nas articulações.
Apesar de afetar homens e mulheres, jovens e idosos, a maior prevalência é entre as mulheres com idade entre 30 e 40 anos.

Ao contrário de algumas doenças tidas como silenciosas (hipertensão e diabetes, por exemplo), em geral o reumatismo pode ser mais facilmente percebido: o próprio paciente pode identificar os primeiros sintomas, e se a enfermidade for descoberta logo no início e o paciente tiver tratamento adequado, pode levar uma vida normal, diminuindo assim os riscos de incapacidade física.

PREVENÇÃO E TRATAMENTO

O médico reumatologista é o profissional especializado em pesquisar, diagnosticar e tratar essas doenças. A assistência aos pacientes com doenças reumáticas inclui desde o uso de medicamentos até a realização de práticas integrativas (como acupuntura), associada à realização de exercícios que devem ter indicação de um profissional.

De uma maneira geral, medidas para prevenção e tratamento de doenças reumatológicas envolvem mudanças no estilo de vida: prática de atividades físicas, controle de peso e diminuição do consumo de álcool e cigarro.

Fonte: 

Sociedade Brasileira de Reumatologia  https://www.reumatologia.org.br/

DIA DE COMBATE AO AVC

O AVC  (acidente vascular cerebral)  é uma das principais causas de morte ou incapacidade com sequelas permanentes no Brasil. De acordo com a Organização Mundial de Saúde,  cerca de 70 mil brasileiros morrem vítimas da doença, todos os anos.

Além do elevado risco de morte, o AVC pode afetar diferentes áreas do cérebro e trazer sequelas motoras, como paralisação dos movimentos ou dificuldades para andar e falar, por exemplo. Além disso, pode impactar na compreensão e reconhecimento, prejudicando inclusive a memória.

Existem dois tipos de AVC:

–  O  isquêmico, que ocorre pela obstrução ou redução brusca do fluxo sanguíneo em uma artéria cerebral,  causando falta de circulação no território vascular

– O hemorrágico, causado pela ruptura espontânea de um vaso, com extravasamento de sangue para o interior do cérebro.

O  AVC é a  segunda principal causa de morte entre pessoas acima dos 60 anos de idade, e a quinta causa principal dos 15 aos 59 anos. O AVC também pode afetar crianças, incluindo recém-nascidos.

Como prevenir o AVC:

  • Mantenha uma dieta saudável;
  • Pratique atividade física regularmente;
  • Evite o fumo e limite o consumo de álcool;
  • Conheça e trate os próprios fatores de risco (como a hipertensão, diabetes e colesterol alto);
  • Cuidado com o estresse e depressão;
  • Fique atento ao acúmulo de gordura abdominal.

Como identificar um AVC:

  • Alteração do equilíbrio, coordenação, tontura ou alteração no andar;
  • Confusão, alteração da fala ou compreensão;
  • Alteração na visão, dor de cabeça súbita, intensa e sem causa aparente;
  • Fraqueza ou formigamento na face, no braço ou na perna, especialmente em um lado do corpo.

Alguns testes simples podem ajudar na identificação do AVC:

  • Sorria: Peça para a pessoa dar um sorriso, caso um dos lados da face entorte ou paralise, é provável que seja um AVC;
  • Abrace: Veja se a pessoa consegue levantar os dois braços, se um deles cair, pode ser outro sintoma;
  • Música: Incentive a pessoa a repetir uma frase de uma música preferida, se ela não conseguir pronunciar corretamente, pode ser mais uma indicação da doença;

Caso tenha identificado alguns dos sintomas, busque ajuda de um profissional médico imediatamente. Tempo perdido é cérebro perdido.

 

 

ATENDIMENTO HUMANIZADO

 

 

No Hospital do Coração de Natal, não medimos esforços para receber bem nossos pacientes.

Quem precisa usar nossos serviços sabe disso.

Toda nossa equipe, desde médicos, enfermeiros, demais profissionais da saúde, corpo técnico e administrativo,  é treinada para  acolher  bem os pacientes que chegam ao hospital, seja para uma consulta de rotina, realização de exames, atendimento de urgência ou para uma cirurgia complexa.

São 1.049 profissionais capacitados que se dedicam,  cuidam  e ajudam a construir a cada dia essa história pautada pelo pioneirismo, qualidade, crescimento constante e compromisso com o nosso maior bem: a vida

Hospital do Coração. Especializado em você.

HEMODINÂMICA: EXPERIÊNCIA E TECNOLOGIA DE PONTA

O SERVIÇO DE HEMODINÂMICA do Hospital do Coração é coordenado pelos hemodinamicistas Luis Fernando Campos e Eduardo Hipólito. Também fazem parte da equipe os hemodinamicistas Bruno Coutinho e Welingson Guimarães e a enfermeira Eurimar Espínola.
Com profissionais experientes, humanizados e com excelente formação técnica, além de equipamentos de última geração, o serviço sempre foi um dos diferenciais do Hospital.
 
Nosso serviço conta com duas salas, onde são realizados, em média, dois mil e 400 procedimentos/ano na área de cardiologia intervencionista: 
  • angioplastia coronária com stents farmacológicos de última geração;
  • tratamento das patologias valvares como implante percutâneo de valva aórtica e intervenções sobre as valvas mitral e pulmonar;
  • fechamento de defeitos congênitos como comunicação interatrial, persistência do canal arterial, forame oval patente e comunicação interventricular.

São realizados também tratamentos de última geração para:

  •  arritmias cardíacas;
  • doenças neurovasculares e outras patologias do sistema nervoso;
  • doenças da aorta;
  • doença vascular periférica;
  •  aneurismas de aorta;
  • tratamento de hemorragias digestivas;
  • acessos vasculares, entre outros procedimentos.

LABORATÓRIO: SEU EXAME COM SEGURANÇA

O Laboratório de Análises Clínicas do Hospital do Coração funciona 24 horas para pacientes internados e faz também exames em pacientes externos, com tecnologia de última geração.

LABORATÓRIO DO HOSPITAL DO CORAÇÃO

Atendemos aos melhores convênios.

Horários de Funcionamento (para atendimento ao público externo):

2ª a 6ª feira – 06 às 18h

Sábados – 06 às 13h

 

DIA MUNDIAL DA OSTEOPOROSE

Osteoporose é definida como a perda acelerada de massa óssea, que ocorre durante o envelhecimento. Essa doença provoca a diminuição da absorção de minerais e de cálcio.

Três em cada quatro pacientes são do sexo feminino. Afeta principalmente as mulheres que estão na fase pós-menopausa e homens acima de 70 anos.

O dia da osteoporose foi criado para reforçar a  importância da prevenção, alertar sobre cuidados com a alimentação, estimular a prática da atividade física e explicar sobre a eficácia e os cuidados com o uso de medicamentos para tratamento da osteoporose.

Manter-se  ativo é um grande passo para manter os ossos fortes. O osso é um tecido vivo  e quanto mais você mantém ele ativo, mais ele responde. A prática regular de  exercícios desde na infância e na adolescência é muito importante para o fortalecimento dos ossos. Na fase adulta, praticar exercícios ajuda a   diminuir a perda óssea, manter a postura, a melhorar o equiíbrio e a coordenação e a qualidade de vida, reduzindo ainda os riscos de quedas e fraturas.

Além da prática regular de exercícios, outras formas de prevenção da osteoporose são:

  • aumentar a ingestão de cálcio através do consumo de leite e de seus derivados;
  • expor-se ao sol ajuda a manter adequados os níveis de vitamina D;
  • evitar o consumo de álcool e de fumo;
  • evitar o consumo excessivo de sal;
  • utilizar os medicamentos prescritos pelo médico a fim de recuperar a massa óssea perdida e diminuir o risco de fraturas;
  • evitar quedas, mantendo os ambientes de casas bem iluminados e  retirando tapetes e outros objetos do chão e instalando barras de apoio no banheiro.

O principal exame para detectar a osteoporose é a densitometria óssea. Caso o paciente apresente fatores de risco, o exame pode ser feito a partir dos 50 anos.

Fatores de Risco:

  • Menopausa,
  • tabagismo,
  • consumo de bebidas alcoólicas,
  • baixa ingestão de cálcio, de vitamina D e falta de exposição ao sol.

Principais tipos de osteoporose

Pós–menopausa, senil (mais frequente em pessoas acima de 70 anos) e secundária, decorrente de outras doenças, como doença renal crônica, ou do uso de medicamentos, como corticóides.

Fontes:

Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia

Sociedade Brasileira de Reumatologia

 

 

 

OUTUBRO ROSA: TIRE SUAS DÚVIDAS SOBRE O CÂNCER DE MAMA

OUTUBRO ROSA 💌

A gente sabe: estar bem informada ajuda na prevenção e detecção precce do câncer de mama – e quanto mais cedo a doença for descoberta e tratada, maiores as chances de cura.
Mas, por mais que se fale do assunto, muita gente ainda tem dúvidas sobre o câncer de mama.
Tire algumas de suas dúvidas assistindo essa conversa esclarecedora da psicóloca Débora Nóbrega e da mastologista Candice Militão, da Oncoclínica São Marcos/Hospital do Coração.

 

HOSPITAL DO CORAÇÃO E A PANDEMIA

No ano em que enfrentamos a pandemia, nossa homenagem a todos os médicos e profissionais da saúde que lutam bravamente para manter nossa saúde e bem-estar ❤️

DIA DO MÉDICO

Desejamos a todos os médicas um dia muito feliz e registramos aqui nossa gratidão a quem não mede esforços e trabalha com empenho e dedicação para sempre garantir nossa saúde e bem-estar.

16 de outubro: dia dos anestesiologistas

Nossos parabéns aos anestesiologistas.

O médico dedicado a essa especialidade é de suma importância para a realização de todo o tipo de procedimento cirúrgico:  graças a atuação desses profissionais, os paciente não sentem  dor e continuam com os órgãos funcionando normalmente durante as cirurgias. A anestesiologia é uma especialidade médica que exige 3 anos de formação, reconhecida e normatizada pelo Conselho Federal de Medicina.

O dia dedicado a eles é comemorado em 16 de outubro porque foi nesse dia, no ano de 1846, que o cientista William Thomas Green Morton aplicou a primeira anestesia, feita a base de éter, no Hospital Geral de Massachusetts, nos Estados Unidos.