Dia Nacional de Combate ao Fumo

29 de agosto – Dia Nacional de Combate ao Fumo

 

Sem cigarro, sua vida ganha mais saúde

Cada cigarro contém cerca de 4720 substâncias tóxicas, das quais 50 são cancerígenas 

O tabagismo leva a aumento de diversas doenças como bronquite crônica, enfisema pulmonar, derrames e infartos – são pelo menos 50 doenças reconhecidas pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

Fumar aumenta o risco de câncer

O tabagismo é causa primária de 30% de todos os tipos de câncer e responde por 22% das mortes causadas pela doença. Os tipos de câncer mais comuns entre os fumantes são:  pulmão, cabeça e pescoço, bexiga, rim, esôfago, pâncreas, cólon e reto e esôfago. Cerca de 20% dos fumantes desenvolvem câncer de pulmão, doença que tem alta letalidade e decorre do tabagismo em 90% dos casos.

O cigarro diminui a expectativa de vida

Cada cigarro consumido subtrai 11 minutos da vida do fumante, segundo estudo publicado em 2010 no British Medical Journal. Além disso, 50% dos fumantes inveterados morrem prematuramente por causa do seu hábito, com redução média da vida de 20 a 25 anos.

Fumar faz mal até para os não-fumantes

O fumo passivo aumenta em 25% os ricos de doenças cardíacas e eleva também o risco de desenvolver câncer, complicações respiratórias e outros problemas. Sintomas de curto prazo, como irritação nos olhos, tosse, coriza e náuseas também se manifestam.

Fumar agride ao meio ambiente

As pontas de cigarro são o resíduo mais descartado no mundo. Estima-se que 767 milhões de quilos delas tornem-se lixo tóxico. Quando descartadas incorretamente, levam até cinco anos pare se decompor. Por conter substâncias nocivas, podem prejudicar o solo, poluir rios e córregos e levar ao entupimento dos bueiros, dentre outros malefícios.

 

Fonte:  Fundação do Câncer  https://www.cancer.org.br

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *