DIA DE COMBATE AO COLESTEROL

O Dia Nacional de Combate ao Colesterol, comemorado em 8 de agosto, foi criado para a conscientização e prevenção das doenças cardiovasculares, que estão em primeiro lugar entre as causas de mortalidade no Brasil.

Entre as complicações decorrentes do excesso de colesterol está a aterosclerose, um acúmulo de placas de gorduras nas artérias que impede a passagem do sangue e pode causar sérios  problemas cardíacos como o infarto  e o acidente vascular cerebral.

 

O QUE É COLESTEROL?

O colesterol é um tipo de gordura (lipídio) produzido pelo organismo, que desempenha funções essenciais: faz parte da estrutura das células do cérebro, nervos, músculos, pele, fígado, intestinos e coração e é essencial para o funcionamento destas células. É importante para a formação de hormônios de vitamina D e até ácidos biliares, que ajudam na digestão das gorduras da alimentação.

TIPOS DE COLESTEROL

Nosso sangue é composto por dois tipos de colesterol: o LDL,  conhecido como colesterol ruim,  por entrar nas artérias, provocando seu entupimento; e o HDL, conhecido como bom, por retirar o excesso de colesterol das artérias, impedindo seu depósito e diminuindo a formação da placa de gordura. Por isso, quando medimos o colesterol total no sangue, precisamos sempre saber o quanto se deve ao colesterol bom e o quanto se deve ao ruim – só o ruim precisa ser tratado.

Em adultos, geralmente o excesso de colesterol LDL  no sangue está associado à  alimentação inadequada e falta de exercícios físicos. Um dos motivos da alteração dos níveis de colesterol é o consumo excessivo de gordura saturadas e gordura trans, presentes em alimentos de origem animal, como carnes, ovos, derivados do leite, além de produtos ultraprocessados como biscoitos, margarina, salgadinhos de pacote, comidas congeladas, bolos prontos e sorvete.No entanto, mesmo quem não costuma comer muitos alimentos industrializados e gordurosos pode ter problemas com o colesterol. Além desses fatores, a hereditariedade pode determinar um colesterol alto mesmo em pessoas de hábitos saudáveis.

CONTROLE E TRATAMENTO

O controle e tratamento das doenças cardiovasculares e seus fatores de risco envolvem, além da prescrição de medicamentos, mudanças no estilo de vida, como a prática de atividade física e a adoção de uma alimentação adequada e saudável, baseada na ingestão de alimentos in natura ou minimamente processados. Os alimentos que mais aumentam o colesterol são a gema dos ovos, o bacon, a pele da carne das aves, a manteiga, o creme de leite, a nata, as frituras, as salsichas, e embutidos e a carnes.

Faça ainda exames regulares, controle a pressão arterial, pare de fumar e reduza o peso, se excessivo. O tratamento do colesterol é preventivo e deve ser feito permanentemente, para reduzir o risco cardiovascular.

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *