Residência em Cardiologia 2017: edital disponível

O edital da Residência em Cardiologia 2017 do Hospital do Coração de Natal já está disponível aqui no site. Para acessá-lo, é só clicar no link:

http://hospitaldocoracao.com.br/wp-content/uploads/2016/11/edital-resid%C3%AAncia-m%C3%A9dica-cardiologia-2017-_2_.pdf

As inscrições podem ser feitas dos dias 01 a 30 de dezembro de 2016, na sede do hospital (Rua Auris Coelho, 235, Natal), na secretaria da direção, localizada no terceiro andar.

O processo seletivo será realizado dia 24 de janeiro de 2017, na sede do hospital, e poderão participar médicos que já tenham residência em Clínica Médica.

O hospital oferece duas vagas para a residência em 2017, e o  início da residência será dia 01 de março.

Mais informações, através do telefone: (84) 4009-2028.

edital-residencia-medica-2017-hc-natal

 

Novembro Azul: mês de combate ao câncer de próstata

novembro-azul-site

Novembro foi o mês escolhido para alertar sobre o câncer de próstata, com ênfase na prevenção e no diagnóstico precoce da doença, segundo tipo de câncer que mais mata homens no Brasil ( o primeiro é o câncer de pele). O câncer de próstata costuma ter evolução lenta e tem 90%  de  chances de cura  se for detectado na fase inicial.

 A próstata é uma glândula que só o homem possui e que se localiza na parte baixa do abdômen. Ela é um órgão muito pequeno, tem a forma de maçã e se situa logo abaixo da bexiga e à frente do reto. A próstata envolve a porção inicial da uretra, tubo pelo qual a urina armazenada na bexiga é eliminada e produz parte do sêmen, líquido espesso que contém os espermatozóides, liberado durante o ato sexual.prostata_1

 

                  Sintomas

A maioria dos cânceres de próstata cresce lentamente e não causa sintomas. Tumores em estágio mais avançado podem ocasionar dificuldade para urinar, sensação de não conseguir esvaziar completamente a bexiga e hematúria (presença de sangue na urina).

Diagnóstico

O câncer de próstata pode ser diagnosticado por meio de exame físico (toque retal) e laboratorial (dosagem do PSA). Caso sejam constatados aumento da glândula ou PSA alterado, deve ser realizada uma biópsia para averiguar a presença de um tumor e se ele é maligno. Se for, o paciente precisa ser submetido a outros exames laboratoriais para se determinar seu tamanho e a presença ou não de metástases. No Brasil, é recomendado que homens acima dos 45 anos façam esses exames anualmente.

Tratamento

O tratamento depende do tamanho e da classificação do tumor, assim como da idade do paciente e pode incluir prostatectomia radical (remoção cirúrgica da próstata), radioterapia, hormonoterapia e uso de medicamentos.

Fonte:  Instituto Nacional do Câncer (INCA)