Palestra: Câncer de Mama

Próxima sexta-feira (28 de outubro), será  realizada palestra das  mastologistas Candice Militão e Roberta Jales sobre Câncer de Mama no Hospital do Coração.

A palestra será às 11 horas, no auditório do hospital (3º andar), e aberta a todos os interessados.

Mother breast feeding her infant

Dia do Médico

dia-do-medico-2016

O dia do médico é comemorado em 18 de outubro, data escolhida em homenagem ao nascimento de São Lucas, o protetor dos médicos. São Lucas foi um dos seguidores de Jesus, escreveu um dos livros dos Evangelhos e o livro de Atos dos Apóstolos. Nestes livros, contou muitas histórias de Cristo, inclusive algumas das muitas curas e milagres que presenciou. São Lucas estudou medicina em Antioquia(atual Turquia), e foi chamado pelo apóstolo Paulo de “amado médico” na epístola aos Colossenses. É considerado patrono dos médicos desde o século XV.

 

Dia Mundial da Obesidade

11 de outubro é Dia Mundial da Obesidade. A data de conscientização e prevenção foi instituída pela Organização Mundial da Saúde, para alertar à população, incentivar o debate e esclarecer questões importantes sobre o assunto.

O tema escolhido para este ano é “Obesidade: Eu trato com respeito”.  A mobilização, com foco na obesidade infantil, destaca que a estimativa em 2025 no país será em torno de 11,3 milhões crianças com excesso de peso. Mais de 400 mil estarão com pré-diabetes, 150 mil terão diabetes tipo 2, 1 milhão será hipertensa e 1,4 milhão terá esteatose hepática não alcoólica em estágio 1. A campanha enumera também algumas ações do dia a dia que podem contribuir para amenizar a situação.

dia_mundial_da_obesidade_hp

Números da obesidade no mundo

Segundo a OMS, desde 1980 o sobrepeso e obesidade vêm crescendo no mundo. A Organização informou que em 2014 mais de 1,900 milhão adultos com mais de 18 anos estavam acima do peso e, entre esses indivíduos, 600 milhões estavam obesos. Já as crianças menores de 5 anos chegavam a 41 milhões.

Fonte:  Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia

http://www.endocrino.org.br/campanha-do-dia-mundial-da-obesidade/

,

Liga realiza curso de Check-Up Vascular

O 2º Curso da Liga Acadêmica de Cirurgia Vascular do RN sobre Check-Up Vascular  será realizado dias  14 e 15 de outubro,  no auditório do Hospital do Coração. As vagas são limitadas. Informações podem ser obtidas através dos telefones:(84) 99926-0243 / 99678-5482.

panfleto_checkup_lavasc_2016

Outubro Rosa – juntos na luta pela vida

Mother breast feeding her infant

A cada ano, cerca de  52 mil novos casos de câncer de mama deverão ser diagnosticados no Brasil.  Este é o segundo tipo de câncer que mais acomete as brasileiras (o primeiro é o câncer de pele) , e as chances de cura são maiores  se o dignóstico  for feito no início.

Principais sinais e sintomas do câncer de mama:

  • Caroço (nódulo) fixo, endurecido e, geralmente, indolor;
  • Pele da mama avermelhada, retraída ou parecida com casca de laranja;
  • Alterações no bico do peito (mamilo);
  • Pequenos nódulos na região embaixo dos braços (axilas) ou no pescoço;
  • Saída espontânea de líquido dos mamilos

Ao identificarem alterações persistentes nas mamas, as mulheres devem procurar imediatamente um serviço para avaliação diagnóstica. O câncer de mama também acomete homens, porém é raro, representando apenas 1% do total de casos da doença.

                                                           Fatores  relacionados ao câncer de mama:

 

Fatores ambientais e comportamentais:

  • Obesidade e sobrepeso após a menopausa;
  • Sedentarismo;
  • Consumo de bebida alcoólica;
  • Exposição frequente a radiações ionizantes (Raios-X).
Fatores da história reprodutiva e hormonal

  • Primeira menstruação antes de 12 anos;
  • Não ter tido filhos;
  • Primeira gravidez após os 30 anos;
  • Não ter amamentado;
  • Menopausa após os 55 anos;
  • Uso de contraceptivos hormonais;
  • Ter feito reposição hormonal pós-menopausa, principalmente por mais de cinco anos.
      Fatores genéticos e       hereditários*

  • História familiar de câncer de ovário;
  • Casos de câncer de mama na família, principalmente antes dos 50 anos;
  • História familiar de câncer de mama em homens;
  • Alteração genética, especialmente nos genes BRCA1 e BRCA2.

*A mulher que possui um ou mais desses fatores genéticos/ hereditários é considerada com risco elevado para desenvolver câncer de mama.

 Fonte:  Instituto Nacional do Câncer