Novembro Azul e a saúde do homem

  • 0

Novembro Azul e a saúde do homem

Tags :

Category : Notícias

Novembro AzulNovembro Azul é o nome da campanha feita para chamar a atenção sobre a saúde do homem.Entre os assuntos abordados na campanha, está o câncer de próstata,  com ênfase na prevenção e no diagnóstico precoce da doença, que é o segundo tipo de câncer que mais mata homens no Brasil ( o primeiro é o câncer de pele).

 

 

Próstata – o que é

PróstataA próstata é uma glândula que só o homem possui e que se localiza na parte baixa do abdômen. Ela é um órgão muito pequeno, tem a forma de maçã e se situa logo abaixo da bexiga e à frente do reto. A próstata envolve a porção inicial da uretra, tubo pelo qual a urina armazenada na bexiga é eliminada e produz parte do sêmen, líquido espesso que contém os espermatozóides, liberado durante o ato sexual.

 

Câncer de Próstata

O câncer de próstata costuma ter evolução lenta e tem 90%  de  chances de cura  se for detectado na fase inicial. Ele é o resultado de uma multiplicação desordenada das células da próstata. Quando há presença de câncer, a glândula endurece. Na fase inicial, o câncer de próstata não tem sintomas. Em 95% dos casos, eles aparecem em estágio avançado.

Portanto, exames  frequentes são fundamentais para que a doença não seja descoberta em estado avançado. Homens a partir dos 50 anos de idade (ou 45, se houver casos de câncer de próstata na família), devem procurar um urologista anualmente para realizar os exames preventivos.

Fontes:

Instituto Lado a Lado pela Vida http://www.ladoaladopelavida.org.br

Instituto Nacional do Câncer  http://www2.inca.gov.br


  • 0

Câncer de Próstata – dignóstico, sintomas e tratamento

O câncer de próstata é o tipo mais comum de câncer masculino depois do câncer de pele não melanoma, e a segunda maior causa de morte por câncer nos homens brasileiros. Segundo dados do  Instituto  Nacional  do  Câncer        ( Inca), foram estimados 61 mil e 200 novos casos da doenças no último ano no país. Apesar dos avanços terapêuticos, cerca de 25% dos pacientes com câncer de próstata ainda morrem devido à doença.

câncer de próstataO movimento Novembro Azul  é uma campanha de conscientização, realizada por diversas entidades no Brasil e no mundo, dirigida à sociedade para conscientização a respeito de doenças masculinas, com ênfase na prevenção e no diagnóstico precoce do câncer de próstata.

Atualmente, cerca de 20% dos casos de câncer de próstata ainda são diagnosticados em estágios avançados, embora um declínio importante tenha ocorrido nas últimas décadas em decorrência, principalmente, de políticas de rastreamento da doença e da maior conscientização da população masculina.

A Sociedade Brasileira de Urologia recomenda que homens a partir de 50 anos devem procurar um profissional especializado, para avaliação individualizada. Homens de raça negra ou com parentes de primeiro grau com câncer de próstata devem começar esta avaliação médica mais cedo:  aos 45 anos. O rastreamento do câncer de próstata deve  ser realizado após ampla discussão de riscos e potenciais benefícios – a identificação de pacientes com risco de desenvolver a doença de forma mais agressiva, através de parâmetros clínicos ou laboratoriais, pode ajudar a individualizar a indicação e frequência do rastreamento. Entre diversos fatores, a idade, a raça e a história familiar apresentam-se como os mais importantes.

Sintomas

A próstata é uma glândula que só o homem possui e que se localiza na parte baixa do abdômen. Ela é um órgão muito pequeno, tem a forma de maçã e se situa logo abaixo da bexiga e à frente do reto. A próstata envolve a porção inicial da uretra, tubo pelo qual a urina armazenada na bexiga é eliminada e produz parte do sêmen, líquido espesso que contém os espermatozóides, liberado durante o ato sexual.

A maioria dos cânceres de próstata cresce lentamente e não causa sintomas. Tumores em estágio mais avançado podem ocasionar dificuldade para urinar, sensação de não conseguir esvaziar completamente a bexiga e hematúria (presença de sangue na urina).

Tratamento

O tratamento depende do tamanho e da classificação do tumor, assim como da idade do paciente e pode incluir prostatectomia radical (remoção cirúrgica da próstata), radioterapia, hormonoterapia e uso de medicamentos.

Fontes: Sociedade Brasileira de Urologia http://portaldaurologia.org.br/

            Instituto Nacional do Câncer (INCA) http://www2.inca.gov.br/


  • 0

Novembro Azul: mês de combate ao câncer de próstata

Tags :

Category : Notícias

novembro-azul-site

Novembro foi o mês escolhido para alertar sobre o câncer de próstata, com ênfase na prevenção e no diagnóstico precoce da doença, segundo tipo de câncer que mais mata homens no Brasil ( o primeiro é o câncer de pele). O câncer de próstata costuma ter evolução lenta e tem 90%  de  chances de cura  se for detectado na fase inicial.

 A próstata é uma glândula que só o homem possui e que se localiza na parte baixa do abdômen. Ela é um órgão muito pequeno, tem a forma de maçã e se situa logo abaixo da bexiga e à frente do reto. A próstata envolve a porção inicial da uretra, tubo pelo qual a urina armazenada na bexiga é eliminada e produz parte do sêmen, líquido espesso que contém os espermatozóides, liberado durante o ato sexual.prostata_1

 

                  Sintomas

A maioria dos cânceres de próstata cresce lentamente e não causa sintomas. Tumores em estágio mais avançado podem ocasionar dificuldade para urinar, sensação de não conseguir esvaziar completamente a bexiga e hematúria (presença de sangue na urina).

Diagnóstico

O câncer de próstata pode ser diagnosticado por meio de exame físico (toque retal) e laboratorial (dosagem do PSA). Caso sejam constatados aumento da glândula ou PSA alterado, deve ser realizada uma biópsia para averiguar a presença de um tumor e se ele é maligno. Se for, o paciente precisa ser submetido a outros exames laboratoriais para se determinar seu tamanho e a presença ou não de metástases. No Brasil, é recomendado que homens acima dos 45 anos façam esses exames anualmente.

Tratamento

O tratamento depende do tamanho e da classificação do tumor, assim como da idade do paciente e pode incluir prostatectomia radical (remoção cirúrgica da próstata), radioterapia, hormonoterapia e uso de medicamentos.

Fonte:  Instituto Nacional do Câncer (INCA)