Dia Mundial do Diabetes

  • 0

Dia Mundial do Diabetes

Category : Sem categoria

Dia Mundial do Diabetes

 

 

O Dia Mundial do Diabetes é comemorado em 14 de novembro, para alertar sobre o número crescente de diagnósticos de diabetes no mundo e conscientizar a população sobre a importância da prevenir a doença , quando possível,  e tratar o melhor possível, uma vez diagnosticado o diabetes .

Hoje, no Brasil, há mais de 13 milhões de pessoas vivendo com diabetes, o que representa 6,9% da população. E esse número está crescendo. Em alguns casos, o diagnóstico demora, favorecendo o aparecimento de complicações.

O que é o diabetes?

Diabetes é uma doença crônica na qual o corpo não produz insulina ou não consegue empregar adequadamente a insulina que produz. A insulina é um hormônio que controla a quantidade de glicose no sangue. O corpo precisa desse hormônio para utilizar a glicose, que obtemos por meio dos alimentos, como fonte de energia.

Quando a pessoa tem diabetes  o organismo não fabrica insulina e não consegue utilizar a glicose adequadamente. O nível de glicose no sangue fica alto –  a famosa hiperglicemia. Se esse quadro permanecer por longos períodos, poderá haver danos em órgãos, vasos sanguíneos e nervos.

O que é Diabetes Tipo 1?

Em algumas pessoas, o sistema imunológico ataca equivocadamente as células beta. Logo, pouca ou nenhuma insulina é liberada para o corpo. Como resultado, a glicose fica no sangue, em vez de ser usada como energia. Esse é o processo que caracteriza o Tipo 1 de diabetes, que concentra entre 5 e 10% do total de pessoas com a doença.

O Tipo 1 aparece geralmente na infância ou adolescência, mas pode ser diagnosticado em adultos também. Essa variedade é sempre tratada com insulina, medicamentos, planejamento alimentar e atividades físicas, para ajudar a controlar o nível de glicose no sangue.

O que é Diabetes Tipo 2?

O Tipo 2 aparece quando o organismo não consegue usar adequadamente a insulina que produz; ou não produz insulina suficiente para controla a taxa de glicemia.

Cerca de 90% das pessoas com diabetes têm o Tipo 2. Ele se manifesta mais frequentemente em adultos, mas crianças também podem apresentar. Dependendo da gravidade, ele pode ser controlado com atividade física e planejamento alimentar. Em outros casos, exige o uso de insulina e/ou outros medicamentos para controlar a glicose.

 

 Fatores de risco para Diabetes Tipo 1

Já se sabe que há uma influência genética  – ter um parente próximo com a doença aumenta consideravelmente as chances de você ter também. Mas ainda não há pesquisa conclusivas sobre os fatores de risco para o Diabetes Tipo 1.

 

Fatores de risco para Diabetes Tipo 2

  • Pessoas com diagnóstico de pré-diabetes – diminuição da tolerância à glicose ou glicose de jejum alterada
  • Ter pressão alta
  • Ter colesterol alto ou alterações na taxa de triglicérides no sangue
  • Estar acima do peso, principalmente se a gordura estiver concentrada em volta da cintura
  • Ter pais ou irmão com diabetes
  • Ter alguma outra condição de saúde que pode estar associada ao diabetes, como a doença renal crônica
  • Mulheres que tiveram bebês com peso superior a quatro quilos ou que tiveram diabetes gestacional

 Sintomas

O diabetes não tem sintomas claros. Algumas pessoas com pré-diabetes, por exemplo, podem apresentar sinais mais aparentes do que uma pessoa com diabetes. As complicações também não são iguais para todas as pessoas. É importante realizar exames de rotina, saber quais são os fatores de risco e buscar o diagnóstico.

Fonte:  Sociedade Brasileira de Diabetes  – http://www.diabetes.org.br/

Veja mais informações sobre a diabetes, suas causas, complicações e tratamento no vídeo do endocrinologista Vinícius Costa:

 

 


Leave a Reply