Category Archives: Sem categoria

  • 0

Dia Nacional de Combate ao Câncer

O Dia Nacional de Combate ao Câncer  é comemorado em 27 de novembro.  A data foi criada com o intuito de ampliar o conhecimento da população sobre as formas de prevenção e de tratamento da doença.

dia nacional de combate ao Câncer

O que é câncer

Câncer é o nome dado a um conjunto de mais de 100 doenças que têm em comum o crescimento desordenado (maligno) de células que invadem os tecidos e órgãos, podendo espalhar-se (metástase) para outras regiões do corpo.

Dividindo-se rapidamente, estas células tendem a ser muito agressivas e incontroláveis, determinando a formação de tumores (acúmulo de células cancerosas) ou neoplasias malignas.

O que causa o câncer?

As causas do câncer são variadas, podendo ser externas ou internas ao organismo, estando ambas inter-relacionadas. As causas externas relacionam-se ao meio ambiente e aos hábitos ou costumes próprios de um ambiente social e cultural. As causas internas são, na maioria das vezes, geneticamente pré-determinadas, estão ligadas à capacidade do organismo de se defender das agressões externas. Esses fatores causais podem interagir de várias formas, aumentando a probabilidade de transformações malignas nas células normais.
De todos os casos, 80% a 90% dos cânceres estão associados a fatores ambientais.

Fatores de risco de natureza ambiental 

Os fatores de risco de câncer podem ser encontrados no meio ambiente ou podem ser herdados. A maioria dos casos de câncer (80%) está relacionada ao meio ambiente, no qual encontramos um grande número de fatores de risco. Entende-se por ambiente o meio em geral (água, terra e ar), o ambiente ocupacional (indústrias químicas e afins) o ambiente de consumo (alimentos, medicamentos) o ambiente social e cultural (estilo e hábitos de vida).

 

Dicas para prevenir o câncer

  • Não fume – Essa é a regra mais importante para prevenir o câncer, principalmente os de pulmão, cavidade oral, laringe, faringe e esôfago. Ao fumar, são liberadas no ambiente mais de 4.700 substâncias tóxicas e cancerígenas que são inaladas por fumantes e não fumantes. Parar de fumar e de poluir o ambiente é fundamental para a prevenção do câncer.
  • Tenha uma alimentação saudável – A alimentação deve ser variada e equilibrada. Frutas, legumes, verduras, cereais integrais e feijões são os principais alimentos protetores. Frituras, comidas gordurosas, salgadinhos, enlatados e embutidos devem ser evitados.
  • Mantenha o peso corporal adequado – Estar acima do peso aumenta as chances de desenvolver câncer. Por isso, é importante controlar o peso por meio de uma boa alimentação e manter-se ativo.
  • Pratique atividades físicas diariamente
  • Amamente – O aleitamento materno é a primeira alimentação saudável. A amamentação exclusiva até os seis meses de vida protege as mães contra o câncer de mama e as crianças contra a obesidade infantil. A partir de então, deve-se complementar a amamentação com outros alimentos saudáveis até os dois anos ou mais.
  • Mulheres entre 25 e 64 anos devem fazer um exame preventivo ginecológico anualmente, e mulheres acima de 40 anos, mamografia anualmente
  • Homens a partir dos 50 anos de idade (ou 45, se houver casos de câncer de próstata na família), devem procurar um urologista anualmente para realizar  exames preventivos contra este tipo de câncer
  • Evite a ingestão excessiva de bebidas alcoólicas
  • Evite a exposição ao sol entre 10h e 16h, e use sempre proteção adequada, como chapéu, barraca e protetor solar, inclusive nos lábios – Se for inevitável a exposição ao sol durante a jornada de trabalho, use chapéu de aba larga, camisa de manga longa e calça comprida.
  • Vacine contra o HPV as meninas de 9 a 14 anos e os meninos de 11 a 14 anos – O Ministério da Saúde implementou no calendário vacinal, desde 2014, a vacina contra o HPV . A vacinação e o exame preventivo (Papanicolaou) se complementam como ações de prevenção do câncer do colo do útero.

Fonte –  Instituto Nacional do Câncer: http://www2.inca.gov.br

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


  • 0

Dia Mundial do Diabetes

Category : Sem categoria

Dia Mundial do Diabetes

 

 

O Dia Mundial do Diabetes é comemorado em 14 de novembro, para alertar sobre o número crescente de diagnósticos de diabetes no mundo e conscientizar a população sobre a importância da prevenir a doença , quando possível,  e tratar o melhor possível, uma vez diagnosticado o diabetes .

Hoje, no Brasil, há mais de 13 milhões de pessoas vivendo com diabetes, o que representa 6,9% da população. E esse número está crescendo. Em alguns casos, o diagnóstico demora, favorecendo o aparecimento de complicações.

O que é o diabetes?

Diabetes é uma doença crônica na qual o corpo não produz insulina ou não consegue empregar adequadamente a insulina que produz. A insulina é um hormônio que controla a quantidade de glicose no sangue. O corpo precisa desse hormônio para utilizar a glicose, que obtemos por meio dos alimentos, como fonte de energia.

Quando a pessoa tem diabetes  o organismo não fabrica insulina e não consegue utilizar a glicose adequadamente. O nível de glicose no sangue fica alto –  a famosa hiperglicemia. Se esse quadro permanecer por longos períodos, poderá haver danos em órgãos, vasos sanguíneos e nervos.

O que é Diabetes Tipo 1?

Em algumas pessoas, o sistema imunológico ataca equivocadamente as células beta. Logo, pouca ou nenhuma insulina é liberada para o corpo. Como resultado, a glicose fica no sangue, em vez de ser usada como energia. Esse é o processo que caracteriza o Tipo 1 de diabetes, que concentra entre 5 e 10% do total de pessoas com a doença.

O Tipo 1 aparece geralmente na infância ou adolescência, mas pode ser diagnosticado em adultos também. Essa variedade é sempre tratada com insulina, medicamentos, planejamento alimentar e atividades físicas, para ajudar a controlar o nível de glicose no sangue.

O que é Diabetes Tipo 2?

O Tipo 2 aparece quando o organismo não consegue usar adequadamente a insulina que produz; ou não produz insulina suficiente para controla a taxa de glicemia.

Cerca de 90% das pessoas com diabetes têm o Tipo 2. Ele se manifesta mais frequentemente em adultos, mas crianças também podem apresentar. Dependendo da gravidade, ele pode ser controlado com atividade física e planejamento alimentar. Em outros casos, exige o uso de insulina e/ou outros medicamentos para controlar a glicose.

 

 Fatores de risco para Diabetes Tipo 1

Já se sabe que há uma influência genética  – ter um parente próximo com a doença aumenta consideravelmente as chances de você ter também. Mas ainda não há pesquisa conclusivas sobre os fatores de risco para o Diabetes Tipo 1.

 

Fatores de risco para Diabetes Tipo 2

  • Pessoas com diagnóstico de pré-diabetes – diminuição da tolerância à glicose ou glicose de jejum alterada
  • Ter pressão alta
  • Ter colesterol alto ou alterações na taxa de triglicérides no sangue
  • Estar acima do peso, principalmente se a gordura estiver concentrada em volta da cintura
  • Ter pais ou irmão com diabetes
  • Ter alguma outra condição de saúde que pode estar associada ao diabetes, como a doença renal crônica
  • Mulheres que tiveram bebês com peso superior a quatro quilos ou que tiveram diabetes gestacional

 Sintomas

O diabetes não tem sintomas claros. Algumas pessoas com pré-diabetes, por exemplo, podem apresentar sinais mais aparentes do que uma pessoa com diabetes. As complicações também não são iguais para todas as pessoas. É importante realizar exames de rotina, saber quais são os fatores de risco e buscar o diagnóstico.

Fonte:  Sociedade Brasileira de Diabetes  – http://www.diabetes.org.br/

Veja mais informações sobre a diabetes, suas causas, complicações e tratamento no vídeo do endocrinologista Vinícius Costa:

 

 


  • 0

Consulado dos EUA presta homenagem ao hospital

O Consulado dos EUA presta homenagem ao Hospital do Coração, ao infectologista André Prudente e à gerente de enfermagem Suerda Menezes. Os profissionais e a direção do hospital receberam do Consulado dos Estados Unidos da América um certificado de reconhecimento pela excelência dos serviços prestados pela nossa instituição.

A homenagem à equipe do hospital foi em agradecimento ao atendimento prestado por nossa instituição a um cidadão franco-americano que foi internado no Hospital do Coração ano passado, após contrair uma infecção enquanto passava férias na Praia de Pipa. A infecção evoluiu para a Síndrome de MIller-Fischer (doença rara, caracterizada por fraqueza nas pernas que pode evoluir para paralisia de pernas e braços e que se não for tratada a tempo pode se tornar muito grave). O paciente atendido no hospital ficou internado durante 14 dias e saiu bem, sem complicações ou sequelas.

De acordo com as autoridades  do  Consulado  dos EUA em  Recife,  o atendimento realizado pela nossa equipe  e também a ajuda prestada ao Consulado durante o período em que o paciente esteve internado  foram  muito além das atribuições normais de um hospital.  Como forma de agradecimento pelo excelente serviço prestado, o Cônsul Geral, sr. John Barrett;  a Vice-Cônsul, Edith Lee; a Vice-Cônsul, Cristian Martinez-Lusane;  e a  assistente consular Janaína Brito entregaram certificados de apreciação à direção do Hospital, representada pelo diretor médico Elmano Marques ; ao médico André Prudente; e a gerente de enfermagem,  Suerda Menezes. A entrega dos certificados aconteceu   na diretoria do hospital, dia 18 de agosto.

Como o paciente também era cidadão francês,  o consulado americano contou também com a ajuda da agente do Consulado Honorário da França em Natal, a sra. Sylvie Gradel, que também participou da reunião para a entrega dos certificados.

Consulado dos EUA presta homenagem ao Hospital do Coração

 

 


  • 0

Cigarro: apague essa ideia

O cigarro causa a morte de 6 milhões de pessoas por ano em todo o mundo em razão de doenças provocadas pelo hábito de fumar. O tabagismo é principal causa de morte evitável em todo o mundo. Somente no Brasil esse número chega a 200 mil. E o mais grave: dez por cento dessas mortes são de fumantes passivos, pessoas que não fumam mas convivem com fumantes.

Hoje, quando se comemora o Dia Nacional de Combate ao Fumo, é um momento de se refletir sobre essa epidemia global, considerada doença de saúde pública.

DOENÇAS CAUSADAS PELO CIGARRO

  • O tabagismo é responsável por 85% das mortes por doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC)  (bronquite e enfisema)
  • 30% de diversos tipos de câncer (pulmão, boca, laringe, faringe, esôfago, pâncreas, rim, bexiga, colo de útero, estômago e fígado)
  • 25% das doenças coronarianas (angina e infarto)
  • 25% das  doenças cerebrovasculares (AVC´s)
  • O tabagismo também é um fator importante de risco para o desenvolvimento de outras doenças:  tuberculose, infecções respiratórias, úlceras, impotência sexual, infertilidade em mulheres e homens, osteoporose e catarata

 

A doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) é a enfermidade relacionada ao tabagismo que mais gerou gastos aos sistemas público e privado de saúde em 2015, com R$ 16 bilhões. Doenças cardíacas vêm em segundo lugar, com custo de R$ 10,3 bilhões. Também entraram no levantamento o tabagismo passivo; cânceres diversos, entre os quais o de pulmão; acidente vascular cerebral (AVC) e pneumonia.

A DPOC  é a quinta causa de mortes no Brasil, e a única maneira de mudar o curso da doença é parar de fumar.

Veja o que diz o pneumologista Felipe Marinho sobre a doença:

 

 

 

Ainda que seja difícil, é possível parar de fumar , e quando isto acontece, os  resultados são surpreendentes:

  • Após 20 minutos, a pressão sanguínea e a pulsação voltam ao normal;
  • Após 2 horas, não há mais nicotina no sangue;
  • Após 8 horas, o nível de oxigênio no sangue se normaliza;
  • Após 2 dias, a pessoa passa a sentir melhor os cheiros e sabores;
  • Após 3 semanas, a respiração fica mais fácil e a circulação melhora;
  • Após 5 a 10 anos, o risco de sofrer infarto será igual ao de quem nunca fumou.

 

 Respire fundo, apague o cigarro e viva mais e melhor. 

 

 

 Fonte:     Inca – Instituto Nacional do Câncer     http://www2.inca.gov.br

 

 


  • 0

Febre amarela: o que você precisa saber

Tags :

Category : Notícias , Sem categoria

Desde o final do ano passado, houve um aumento nos casos de  febre amarela no Brasil:  de acordo com dados do Ministério da Saúde, até o dia  30 de janeiro deste ano  foram 107  casos confirmados  nos estados de Minas Gerais, Espírito Santo e São Paulo, com 46 mortes registradas – a Bahia também tem casos suspeitos da doença. O novo surto no país  ocorre 10 anos depois do  último, que  tinha acontecido  em 2007.

A febre amarela é transmitida pelo mosquito Aedes nas cidades, mas desde 1942 não há um caso fora das zonas silvestres e de mata do Brasil. Nessas regiões, a transmissão ocorre por meio dos mosquitos dos gêneros Haemagogus ou Sabethes. A questão que preocupa agora é se o vírus vai alcançar centros urbanos ou se permanecerá restrito ao campo.

No Rio Grande do Norte não foram registrados casos da doença este ano, mas sempre é bom ficar atento aos sintomas:

 

  1. Qual é o ciclo da febre amarela?
    O período de incubação varia entre 3 e 6 dias, em média, e o vírus fica no corpo humano por no máximo 7 dias.
  2. Como prevenir?
    A vacina é a principal forma de prevenção e controle.

Quem deve se vacinar?

A vacinação para quem mora no RN só é recomendada para quem vai viajar para regiões silvestres, rurais ou de mata dentro das áreas de risco, no Brasil ou no exterior –e a imunização deve ser feita dez dias antes da viagem. Quem não se encaixa nesses casos não precisa buscar a vacina neste momento.

Pela possibilidade de causar reações, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) também não recomenda a vacina para pessoas com doenças como lúpus, câncer e HIV, devido à baixa imunidade, nem para quem tem mais de 60 anos, grávidas e alérgicos a gelatina e ovo.

Fontes:

http://portal.fiocruz.br/pt-br

http://portalsaude.saude.gov.br

Mais informações sobre a doença podem ser obtidas na página do Ministério da Saúde:

http://www.saude.gov.br/febre-amarela

 

 


  • 0

6 de junho: dia de luta contra as queimaduras

Category : Sem categoria

cartaz-dia-deluta2013

  • Queimadura é toda lesão causada por agentes térmicos, químicos, elétricos ou radioativos que agem no tecido de revestimento do corpo, destruindo parcial ou totalmente a pele, podendo atingir tecidos mais profundos, como o subcutâneo, o músculo, o tendão e o osso. Normalmente as queimaduras ocorrem em crianças, que por sua curiosidade, acabam se envolvendo em acidentes domésticos.  E neste período de festas juninas e fogos, os cuidados devem ser redobrados.

As queimaduras podem trazer consequências  físicas, emocionais e sociais, que podem ser temporárias ou permanentes, dependendo da gravidade. E   a melhor maneira de evitar as queimaduras é através da informação:

 

  • Evite o uso do álcool para fazer ou reativar o fogo, utilize os acendedores que são mais seguros.
  • Cozinha não é lugar de criança, é lá onde acontecem a maioria das queimaduras no ambiente doméstico: muito cuidado com as panelas no fogão, mantenha os cabos sempre virados para dentro. Evite abrir a panela de pressão antes de escapar todo o vapor e limpe sempre a válvula.
  • Ao utilizar o microondas, leia o manual antes: alguns objetos e alimentos não podem ser aquecidos nele. Cuidado também na hora de retirar os alimentos, isso também pode causar um acidente.
  • Velas só devem ser usadas em casos necessários e devem ser mantidas longe de objetos inflamáveis (cortinas, tapetes e móveis de madeira).
  • Ao preparar o banho na banheira coloque primeiro a água fria, e sempre teste a temperatura antes de colocar a criança.
  • Atenção às tomadas sem proteção, fios desencapados, instalações elétricas mal feitas e gatos na rede elétrica. Isso pode ser o foco de um incêndio.
  • Sempre que sair de casa desligue os eletrodomésticos e eletrônicos da tomada.
  • Evite soltar pipas e balões próximo de redes elétricas.

Em caso de queimaduras, o que fazer:

  • Não toque a área afetada.
  • Tome a atitude correta e procure socorro médico.
  • Nunca fure as bolhas.
  • Não tente retirar as roupas grudadas na pele.
  • Não use manteiga, pomada, creme dental ou qualquer outro produto doméstico.
  • Não cubra a queimadura com algodão.
  • Se as roupas também estiverem em chamas, não deixe a pessoa correr, de preferência role-a no chão.

 


  • 0

Dia das Mães

Category : Sem categoria

Hoje o dia é todo delas!

DIA DAS MÃES 2016 2


  • 0

Dia da Mulher

Tags :

Category : Notícias , Sem categoria

CdD32BXWIAAo02x

Em comemoração ao dia internacional da mulher,  celebrado a oito de março, as funcionárias do Hospital do Coração receberam  uma homenagem especial:  durante todo o dia,  consultoras da empresa de produtos de maquiagem Mary Kay  deram  aulas e dicas de maquiagem para o trabalho, com direito à sorteios de produtos de maquiagem e outros brindes.

Também para lembrar  este dia especial,  dois corações estilizados com o símbolo do hospital, feitos de balões de gás cor de rosa,  foram instalados no Atrium do hospital e no setor de entrada dos funcionários.

Dia Internacional da Mulher – História

O dia 8 de março foi escolhido para comemorar  o Dia Internacional da Mulher  porque nesta data, no ano de 1857,  operárias de uma fábrica de tecidos  de Nova Iorque,  EUA,  fizeram uma greve reivindicando melhores condições de trabalho e equiparação de salários com os homens. A  manifestação foi reprimida com muita  violência:  as mulheres foram trancadas dentro da fábrica,  que foi incendiada, e cerca de 130 tecelãs morreram carbonizadas.

No ano de 1910, durante uma conferência na Dinamarca,  ficou decidido que o 8 de março passaria a ser o “Dia Internacional da Mulher”, em homenagem às mulheres que morreram na fábrica em 1857.  Mas somente no ano de 1975, através de um decreto, a data foi oficializada pela ONU (Organização das Nações Unidas).

 


  • 0

  • 0

Palestra dia 20: Dia do Farmacêutico

palestra farmacêutico

O dia do Farmacêutico é comemorado a 20 de janeiro. Para lembrar a data, o setor de Farmácia do Hospital do Coração vai realizar uma palestra amanhã, dia 20 (quarta-feira), às 9 horas, no auditório do Hospital. A palestra é destinada aos profissionais e estudantes da área e também aos profissionais do setor de enfermagem. A entrada é gratuita.

O uso indiscriminado de medicamentos pode trazer sérios riscos a saúde – eles só devem ser tomados sob prescrição médica. Para minimizar as reações adversas, as indicações do médico devem sempre ser seguidas. Respeite as doses indicadas, os horários e a duração do tratamento, e jamais compre remédios seguindo dicas de curiosos :  o farmacêutico é o profissional que pode orientá-lo sobre o uso seguro e racional dos medicamentos.